De cara nova

abril 17, 2012

Atenção, gente!!!

Estamos de cara nova e com novo endereço. Agora, com apoio da 100slogan, estamos no endereço http://www.bpcoque.com.br/. Agradecemos, ainda, aos nossos parceiros Fundarpe-Funcultura, Instituto C&A e Releitura – Rede de Bibliotecas Comunitárias da Região Metropolitana do Recife. E a Cajá, o web-designer que fez o lay-out de nosso novo lar. Então, visitem-nos em nossa nova casa. Clique aqui.


Poema de páscoa

abril 4, 2012

O poema abaixo é de Alexsandra, 12 anos. Ela é frequentadora assídua da Biblioteca, adora ler e faz parte do grupo de Teatro e Letramento, que acontece todo sábado, com a mediadora Fabiana.

A ressurreição

Eu não acreditei
por tudo eu chorei
a vida e a morte
que falta de sorte!

Por nós ele morreu
que dor ele sofreu…

Restou a ressurreição
e como eu vou botar
a cabeça no colchão?


Leitura de casa em casa

abril 4, 2012

Começamos, neste mês de março, as mediações itinerantes. De casa em casa, o mediador Rafael Andrade lê para a família, conversa e cria laços. Alguns livros são deixados durante uma semana na residência, para que pais leiam para os filhos e vice-versa. A intenção é criar um hábito de leitura. Claro que isso é coisa que leva tempo. Das três famílias visitadas, somente uma fez essa leitura coletiva. Mas o bom é que, em todas elas, as crianças procuraram os livros e o melhor: o interesse pelas visitas é grande. Tanto que todas já remarcaram visitas. Para o mês de abril, já tem cinco visitas marcadas e outras cinco para confirmar as datas. Confiram a lista dos livros lidos nas mediações itinerantes:

- Marina Colasanti: A menina arco-íris

- Philip Neil: Volta ao mundo em 52 histórias

- Adèle Geras: João e Maria; Cinderela

- Ruth Rocha: Vivinha,a baleiazinha

- Rémy Simard: Meu cachorro é um elefante

- Ana Maria Machado: História meio ao contrário


Mulheres lindas!!!

março 28, 2012

Foi lindo!

Lindo como o poema declamado por Mariane Bigio, a falar de uma fêmea e seu parto: o nascimento do mundo. Um mundo que traz, sim, a maldição do vento. Mas que é, em essência, beleza e bondade.

Lindo como essas duas mulheres, que em essência são quatro, e que alegram tanta gente com seus versos para, no final, apenas dizerem: – Nós amamos fazer isso!!!

Foi lindo como a emoção sem palavras da nossa arte-educadora Sandra, feliz por ter ajudado as “Fuxiqueiras do Coque” a terem orgulho de si mesmas.

Ou como cada detalhe dos caderninhos, caixinhas e produtos, cuidadosamente cezidos, cortados e colados por estas mulheres incríveis, com suas histórias e lembranças. Tal qual o livro lido por Valdimarta, em que cada retalho que vai formar a colcha tem uma história pra contar…

Foi lindo como as palavras de Manuel Bandeira, lidas por Margarida, e depois relidas em sussurros para Dona Maria, com seus 85 anos de lembranças e experiências. Ou como o poema de Cristina, que lhe arrancou lágrimas do coração.

Foi lindo!

Como o sorriso da meninada presente, a decifrar com Mariane seus bichos-poemas…

Foi uma terça-feira, 27 de março: encerramento do Mês da Mulher; primeira exposição das “Fuxiqueiras do Coque” e recital do Vozes Femininas. E foi lindo!

Agradecemos ao Vozes Femininas. E esperamos que muitas exposições ainda venham pela frente!


Poesia e artesanato

março 26, 2012

Nesta terça, 27 de março, encerramos a programação do Mês da Mulher na Biblioteca Popular do Coque. E o encerramento será feito com chave de ouro. O grupo Vozes Femininas nos brinda com suas poesias e as “Fuxiqueiras do Coque” fazem a primeira exposição dos trabalhos produzidos, em conjunto com a arte-educadora Sandra Barros. Todos estão convidados! A partir das 16 horas.


O direito de sonhar

março 19, 2012

A meninada da Biblioteca do Coque foi, neste sábado, assistir à peça “Caxuxa”, no Teatro Barreto Júnior. No espetáculo, quatro crianças e um velho que vivem, trabalham e brincam na rua. E, uma noite, ao invés de dormir, resolvem sonhar acordadas. O texto, de Ronaldo Ciambroni, ganhou adaptação e músicas de João Falcão e direção de Lívia Falcão e Cláudio Ferrari. Os convites vieram das sempre parceiras Lêda e Olga, que ajudaram as crianças a sonharem acordadas. Depois, a meninada ainda subiu ao palco, brincou com o cenário e tirou foto com os artistas. Confiram.

 


Viva nós, mulheres!

março 12, 2012

Na quinta-feira, 08 de março, as “Fuxiqueiras do Coque” decidiram se auto-homenagear pelo Dia Internacional da Mulher.  Em almoço organizado por elas, mostraram que, além das habilidades no artesanato, também mandam muito bem nas artes da culinária. O menu foi de dar água na boa: lasanha, salpicão, arroz temperado, strogonoff de carne… e as sobremesas: pavê de maracujá, mousse de morango.

Antes de começar a refeição, Valdimarta contou uma história. Disse que as mulheres são anjos. Voam alto. Mas, quando alguém lhes corta as asas, elas voam de todo jeito: nem que seja em suas vassouras. Em outras palavras, ela concluiu: bruxas ou santas, nós podemos sonhar alto!!! Depois, teve leitura do poema “Todas as Vidas”, de Cora Coralina, que recebeu de Dona Maria o seguinte comentário: “Eu me vejo muito neste poema…”.

Pois é, Dona Maria, não apenas você… Mas, às palavras de Cora Coralina, juntamos as nossas e escrevemos assim: “Todas as vidas dentro de nós. Em nossas vidas. A vida mera das que já foram obscuras. Mas decidiram sair das sombras”.  No dia 27 de março, tem mais festa. Encerraremos a programação de março com um lindíssimo recital do grupo Vozes Femininas e exposição dos trabalhos das “Fuxiqueiras”. Confiram as fotos.