Os índios estão aqui

Desde a semana passada, tínhamos anunciado: nesta terça, 20 de abril, traríamos um índio para a Biblioteca. As crianças ficaram entusiasmadas: – Índio mesmo, de verdade? E, hoje, já começaram cobrando: – Cadê o índio?
O que elas não esperavam era que o índio estivesse tão perto delas. Imaginavam índios de filmes de TV ou gravuras de livros. Nunca os índios da vida real. E receberam a visita de um velho conhecido: nosso amigo Ridivânio, ou Fiu, que é parte do MABI – Movimento Arrebentando Barreiras Invisíveis, parceiro da Biblioteca, morador da comunidade.
Fiu é Xukuru legítimo, filho de mãe indígena e com parentesco também entre os Fulni-ô. Chegou como de costume, de mansinho. Tínhamos colocado um CD com músicas Fulni-ô, em Yathêe. Em silêncio chegou nosso Xukuru, vestiu seus adornos. Pegou seu chocalho e dançou o toré.
As crianças lhe fizeram perguntas: sobre a vida dos Xukuru, o que eles comem, como se vestem, o que fazem, em que acreditam, o que dançam. Ficaram atônitas ao saber que os indígenas de hoje já não são os de 1500.
Receberam lições de respeito à natureza: – Vocês usam a lança e o arco e flecha?, perguntou uma criança. Disse nosso indígena: – Não há mais o que caçar. Não há mais florestas, só grandes fazendas. Usamos apenas para mostrar aos visitantes, como artesanato. Um outro perguntou: – O que quer dizer Xukuru? E ele respondeu: – É o nome de um pássaro e fala de nossa relação com a natureza.
Contagiados pela mansidão de Fiu, as crianças até se calaram para ouvir a lenda da Vitória-régia: história da índia que se apaixonou pela lua.
Na falta do beiju, que estava em falta nos supermercados, levamos cuscus. Mas recebemos mais uma lição, desta vez de nosso quase historiador Rafael: – Cuscus é tradição africana, não indígena.

Detalhe: na falta de máquina fotográfica, tiramos fotos pelo celular. Mas, como ainda estou sem o cabo, posto as fotos depois.

Anúncios

Uma resposta para Os índios estão aqui

  1. oi gente! Linda a narrativa da mediação de leitura com o sr. Fiu – xucuru legítimo! (Já inclui o endereço de vocês nos sites http://www.lereescreveremrede.blogspot.com e http://www.construindopasargada.blogspot.com)
    Parabéns a todos da biblioteca Popular do Coque!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: