A princesa Omyu-á

A Biblioteca estava lotada quando a nossa arte-educadora Sandra Barros chegou para sua oficina. Duas escolas estavam chegando, sem falar nos que já costumam frequentar nosso espaço. Foi preciso dividir a turma em duas: os menores trabalharam em um espaço e os maiores em outro. A partir da história da Princesa Omyu-á, que já vinha sendo trabalhada desde o início de novembro, a meninada construiu máscaras e adereços, escutou histórias, conversou sobre respeito às diferenças e até improvisou um teatrinho.

Sandra passou o dia na Biblioteca e, no intervalo, por volta do meio-dia, recebeu um presente e tanto: a companhia de Thales, que chegou de leve, que pediu histórias e conversou mansamente sobre a África, a leitura, as histórias…

 

Uma resposta para A princesa Omyu-á

  1. Magna disse:

    Sem dúvida, Sandra ganhou um presente e tanto! E eu emocionada fico aqui…feliz, porque o presente acaba sendo nosso também.
    Que Deus abençoe e fortaleça Tales e todos os meninos do Coque!
    Beijão!
    Magna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: